Resenha: A Bela e a Fera (★★★★★)


Olá leitores, tudo bem com vocês??

A resenha de hoje é de um dos livros da coleção de clássicos da Zahar ♥ - quem me acompanha no instagram sabe que eu sou apaixonada por ela! Vamos lá?!

Título: A Bela e a Fera
Autoras: Madame de Beaumont e Madame de Villeneuve / Rodrigo Lacerda (apresentação)
Editora: Zahar
Páginas: 238
Classificação: 
(★★★)

Já de cara percebemos que o livro é dividido de uma forma muito bacana: primeiro encontramos um pouco da história das duas autoras, depois as suas obras - duas obras pois essa versão contém a versão clássica da história contada por Madame de Beaumont e a versão original por Madame de Villeneuve - e, por fim, a cronologia. 


A primeira parte, denominada de “apresentação”, nos mostra algumas versões anteriores e parecidas com o enredo e também uma possível teoria de que a história foi realmente baseada em fatos reais. Além de nos mostrar a trajetória de cada uma das autoras, suas características e todo um contexto histórico envolvido.

Madame Beaumont e a versão Clássica:

A primeira versão que o livro nos apresenta é a versão clássica da Madame de Beaumont: é muito parecida com o filme francês (foi inspirado nessa versão) da Bela e a Fera lançado em 2014.

O pai era rico, acabou perdendo seu dinheiro e virou camponês. Duas das filhas, extremamente mimadas e fúteis, ficam inconformadas com a nova realidade e todas as tarefas de casa se acumularam para Bela - sinto um cheiro de Cinderela. O pai acaba tendo a notícia de um possível lucro e resolve viajar para verificar. As duas irmãs pedem vestidos caros dos quais elas sentem tanta saudade e, Bela, pede apenas uma rosa, sabendo que o valor que o pai gastaria com suas irmãs não daria pra comprar mais nada. O negocio acaba não dando certo e o pai retorna pobre novamente.


 No caminho da volta, atravessando a floresta, ele avista luzes entre as árvores. Já cansado, com fome e com frio, ele resolve ir verificar. Chegando lá, ele encontra um banquete, ceia, e depois vai dormir em um dos aposentos. 

Na manhã seguinte ele encontra roupas novas no lugar das suas rasgadas e mais comida. Já descansado, resolve ir até seu cavalo pra retornar para casa, no caminho ele avista uma roseira e acaba retirando uma das flores pra levar a Bela. É nessa hora que a Fera aparece. Após o velho explicar o porquê da sua viagem e do “furto” da rosa, a Fera propõe um acordo: o camponês pode voltar para sua casa e depois retornar com algum filho(a) que se voluntariará de ficar em seu lugar como refém da Fera, ou ele mesmo terá que voltar e assumir esse posto.

Chegando em casa, Bela se sente culpa e está decidida a ficar no lugar de seu pai. Com muita relutância da parte dele, ela acaba indo.



A parte mais interessante do enredo, foi quando a Bela se deu conta de que os sentimentos que nutria pela Fera eram maiores do que uma simples amizade: na visita à casa de seu pai – que a Fera concedeu após Bela prometer que voltaria e, caso contrário, a Fera morreria -, ela encontra suas irmãs já desposadas e vivendo infelizes com seus maridos - um extremamente bonito e outro muito culto. 
Ela se dá conta de que nem beleza e nem sabedoria faz alguém feliz se não tiver virtudes. 

Então a Bela volta para a Fera e aceita o pedido que a Fera fazia todas as noites: se ela aceitava ser a mulher dele. Nesse momento ele se transforma em um belo príncipe e uma fada aparece dizendo que ela merece ter as três qualidades em um esposo – agora bonito, e já virtuoso e inteligente. Além de transformar as suas duas irmãs em estátuas, forma que elas só conseguirão sair após refletir sobre o que fizeram a vida inteira e se arrepender das suas atitudes.


Nesta versão vemos muito bem o sentimento negativo das irmãs que chegam ao ponto de se aproximar de Bela e fingir falsos sentimentos pela irmã na sua visita de prazo estabelecido, para a protagonista adiar a viagem e, consequentemente, deixar a Fera morrer. Outra coisa que fica muito evidente é a extrema bondade da Fera.

Madame de Villenueve e a versão Original:

A outra história é bem mais densa – enquanto a primeira preenche 25 páginas do livro, esta ocupa outras 174 páginas. O enredo é o mesmo, então irei citar apenas as divergências que percebi.

  • A primeira discrepância é a quantidade de filhos que o comerciante tem: enquanto na outra história eram 6 filhos - três meninas e três rapazes -, nesta são 12 - 6 homens e 6 moças.

  • Quando a Bela resolve sacrificar  sua vida pela vida de seu pai, já no castelo, encontramos uma Fera um pouco diferente da outra: nessa versão o monstro é mais seco e sucinto. Sendo esse o principal argumento que mantém os sentimentos de Bela estáticos. A protagonista afirma que não quer morrer um pouco a cada dia tendo que viver com seis palavras por noite e uma solidão constante.

  • A narração - já aparente pela diferença do número de páginas - é bem mais detalhada, além de apresentar um toque a mais de melancolia e até de poesia.


  • No fim temos uma parte em que a Fera explica tudo o que aconteceu com ela e a parte da fada muda muito: tem toda uma história por trás onde aparecem fadas boas, fadas más, um conselho das fadas, reis não conhecidos, parentescos não esperados e assim por diante. Uma figura inédita que aparece é a mãe da Fera: uma senhora um tanto quanto interesseira que demonstra isso quando descobre a origem de Bela e acaba quebrando a cara depois com algumas das revelações da fada.

 

Basicamente são essas as versões. Achei a leitura muito proveitosa, me rendeu vários conhecimentos que eu nunca nem tinha pensado – principalmente a parte da introdução inicial e a última história no momento da explicação da história das fadas. 


Recomendo a leitura pra todos, afinal, é um clássico, mas principalmente para os/as apaixonados/as por contos de fadas e romances. É um livro leve, fluído e realmente bem interessante, me surpreendeu de uma forma positiva! Além de que essa versão da Zahar é um arraso só, não é mesmo?? E o livro contém ilustrações também.


Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

4 anos de Um Novo Roteiro ♥


Simmmm! Ontem o blog completou os seus 4 anos de vida <3 nesses momentos sempre bate uma melancolia. E, para deixar registrada essa data, esses tipos de posts surgem.



O blog surgiu como um refúgio. Um refúgio de uma menina de 14 anos que não sabia muito bem lidar com a voz. Ela queria se expressar, mas preferiu criar um lugar na internet pra isso - como já tinha feito diversas vezes antes. Mas dessa vez ela queria que fosse diferente. O blog não seria criado em um dia e morreria no mês seguinte. Ela queria continuar com ele e perseguir alguns sonhos que nem a menina creditava realmente.



A caminhada foi, e é, cheia de intempéries: um cursinho que aparece no meio do caminho e causa a famosa falta de tempo, sacrificar alguns compromissos pra atualizar o blog, vontade de acabar com tudo em um dia aleatório, um pouco de vergonha vinda do além e sem motivo aparente, saber o potencial de crescimento, mas ter que se dedicar a outras coisas no momento, e receber muitos 'nãos' e continuar na ativa. E esses são só alguns dos muitos.



Mas no meio de tudo isso a gente cresce. E cresce muito! O blog sempre me acompanhou em cada momento, e em cada fase. A gente encontra milhares de outros blogs e observa a diversidade de conteúdo e de perspectivas. A gente mergulha em um mar de sensações, emoções e opiniões. Construímos amizades e relacionamentos. Uma das melhores coisas que o blog me mostrou foi um relacionamento entre editora-blogueiro e autores-blogueiro que eu não sabia existir. Claro, tem diversas faces de ambos, mas uma parceria pode ir muito mais além do que uma resenha postada e essa via de mão dupla é realmente incrível. E, no decorrer, o reconhecimento chega por formas diversas e nos momentos mais inesperados. E é maravilhoso quando isso acontece! É o que te faz continuar batalhando diariamente.



Então, se você tem um sonho/objetivo/desejo, mas ele parece meio distante, não desiste. Usa a distância pra percorrer ainda mais rápido o caminho. Vai ter obstáculo e vai ter dias que dá vontade de desistir/apagar tudo - sentimento bem comum no meio dos blogueiros. Mas se isso está te fazendo/pode te fazer mais bem do que mal, continua. Mesmo que nem você acredite muito em você mesma, saiba que tem potencial, porque a Natasha de quatro anos atrás achava muito legal as blogueiras "maiores" receberem livros do Nicholas Sparks em casa, por exemplo, mas ela não acreditava na própria capacidade pra um dia realmente se imaginar recebendo um. E olha o que já aconteceu ♥



Ei, você é visitante novo por aqui?? Deixa um oi nos comentários :) 
Isso é sempre maravilhoso <3 (para os velhos também)

Espero que tenham gostado e que tenha ajudado de alguma forma!
Não deixe de acompanhar as redes!
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Frase "Diária": Vestida para Casar



Kevin:”O amor é gentil, o amor é paciente, o amor nos faz perder a cabeça lentamente”


— Qual sua parte favorita do casamento?— Sabe aquele momento, quando todos estão no casamento e abrem as portas da igreja e aparece a noiva, linda, e todos os olhares se voltam para ela? Pois é, logo em seguida, ao ver a noiva, eu olho para a cara do noivo, e é naquele olhar que vejo o casamento acontecendo.




Um pouquinho iludida e acredita em tudo que os outros lhe dizem…

"Eu estive esperando minha vida toda pelo cara certo chegar e então você apareceu. E você não é nada como o homem que eu imaginava. Você é cínico e rabugento, e impossível. Mas a verdade é que brigar com você é a melhor coisa que já aconteceu comigo. E eu acho que há uma chance muito boa de eu estar apaixonada por você."


Resenha: O Garoto do Sonho (★★★★)


Olá pessoal, tudo bem com vocês??

Você também pode acompanhar o post através do áudio, mesmo em segundo plano:



Hoje tem resenha de um livro que transborda doçura, vamos lá?!

Título: O Garoto do Sonho
Autor: Erick Mafra
Editora: Astral Cultural
Páginas: 106
Classificação: 
(★★★★)

Eu conheci o autor, Erick, através da Nah Cardoso, e ele me conquistou logo de cara. Quando vi um tal projeto "garoto do sonho" rolando pelo instagram deles, eu fiquei super curiosa. Revelaram que se tratava de um livro, não preciso nem dizer que eu amei <3 não poderia ter sido melhor.

Além da Nah e do Erick, encontramos o Koba e a Camila Senna. Eles representam os personagens Nay, Eryn, Koy e Cynn, respectivamente.



O enredo conta a história da Maria Clara, uma adolescente comum que, já no primeiro dia de férias, acaba presenciando um acidente e, em meio a tantos comentários maldosos, começa a questionar o porquê de tanto ódio. Além de também nutrir dúvidas a respeito do significado da vida e de diversas coisas que a compõe.

Quando se está na escuridão e a luz chega, para que você possa vê-la, precisa estar de olhos abertos, e para ver a luz é necessário admitir que ainda não a vê.



A menina, sem sucesso em sua busca por respostas, acaba tendo um sonho: em uma paisagem com o céu azul, roxo e rosa, encontra Eryn - um menino que lhe da alguns conselhos e que vai transformando aos poucos a visão de mundo da Maria. Ela acaba encontrando outras três pessoas bem parecidas com o garoto de cabelos coloridos que apareceu em seu sonho. Todos eles passam lindas lições, mostrando uma nova forma de ver o mundo e de viver nele.

O que Deus criou é puro e eterno

Ao meu ver, o livro é voltado mais para o público infanto-juvenil, mas isso não tira nada da beleza das mensagens que encontramos na leitura. Terminamos a obra nos sentindo diferente do que quando a iniciamos. Ficamos mais sensíveis e gratos. O último livro resenhado aqui, "Sentindo a vida", também tinha essa pegada mais positivista em relação à vida.


No fim, encontramos uma explicação do que cada personagem representa e de onde eles vêm. Os quatro representam a Nova Cultura, e nós, leitores, somos convidados a participar dessa cultura também: uma cultura baseada no amor ♥

Quando você tem um propósito verdadeiro no mundo, você se une com aqueles que também têm o mesmo.

A edição está maravilhosa! O livro é todo colorido, cheio de fotos, recados e até com uma seleção de músicas pra acompanhar cada momento da nossa leitura. Em menos de uma hora da pra finalizá-lo tranquilamente.

Se você procurar por "O Garoto do Sonho" no Spotify, no Apple Music ou no Deezer, você encontra a playlist do livro :)



Recebi o livro em parceria com a editora Astral Cultural e eles foram super amorzinhos. O Erick assinou o livro de cada parceiro da editora (uhul! Ele sabe que eu existo) e até a embalagem do correio veio personalizada. Além do marcador, um boton e um poster que completaram o pacote.



Esse livro é diferente de tudo o que eu já li. É até meio difícil de resenhá-lo, mas posso dizer: leia! É rápido e nos deixa com vários ensinamentos lindos! Outra coisa muito amor que a leitura nos proporciona é que toda vez que observamos o céu com as cores azul, roxo e rosa, lembramos das mensagens que o livro nos deixou - isso já aconteceu duas vezes comigo só na semana passada.

Eu te amo infinito!
Espero que tenham gostado ♥
XOXO


Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: Sentindo a Vida (★★★★)

Olá, pessoal! Tudo bem?? Mês passado eu liberei um vídeo com alguns dos livros que chegaram aqui em casa e, hoje, teremos a resenha de um deles ♥

Você também pode acompanhar a resenha escrita através do áudio, mesmo em segundo plano:




Título: Sentindo a Vida
Autor: Guto Cariello
Editora: Chiado
Páginas: 218
Classificação: 
(★★★★)

Guto Cariello traz em suas crônicas os sentimentos que afloram durante a vida. Ele passa pela gratidão, pelo perdão, pelo significado da vida e, constantemente, aborda o amor. Mergulhamos em diversos questionamentos que geralmente aparecem involuntariamente no nosso dia-a-dia. 

Viver tem sido uma tarefa cada dia mais complexa. Todos os acontecimentos têm se concretizado com uma rapidez inacreditável. (...) mas nossas mentes estão preparadas para toda essa rapidez? E nossas emoções?


Todas as crônicas têm um fundo positivista e um tom de autoajuda - no estilo "podemos melhorar". Elas nos proporcionam reflexões que vez ou outra iniciamos no decorrer da vida, mas que raramente chegamos a um parecer final. Elas são muito bem elaboradas e aparecem pontos realmente muito pertinentes. Encontramos diversos princípios, reflexões, conselhos e conclusões de planos de fundo dos textos. 

O cotidiano e seus acontecimentos nos mostram que é impossível seguir caminhando se não houver estabilidade dentro da própria alma.


Com certeza é uma leitura que tem muito a agregar. Ela nos deixa mais sensíveis ao viver, mais gratos, com um senso crítico maior e, até, renova as nossas esperanças sobre o mundo #vaiBrasil.

É um livro leve, fluído, mas que vez ou outra acaba ficando meio repetitivo pela constância de temas, apesar de serem abordados de formas diferentes. É um livro que todos deveriam ler em algum momento da vida, ele proporciona uma valorização maior das coisas. 


Somente a lapidação interior é capaz de nos transformar em seres saudáveis e saciados.

E para viver um sentimento é preciso mais do que ter apenas um coração ou uma alma sensível, pulsante e emotiva. Antes de tudo, é necessário também ser disciplinado em relação às próprias sensações. Isso garante uma lógica e uma organizada explicação sobre o que está sendo sentido e por que isso está ocorrendo.





Viver é aprender, melhorar, redescobrir-se, progredir. É entender cada vez mais o funcionamento da nossa essência imperfeita, saber identificar nossas falhas e malezas.

E é uma boa leitura para ser realizada de forma mais tranquila: uma crônica por dia ou menos, até mesmo. O que realmente importa nesse livro são as reflexões que ele proporciona. Então, um tempo de digestão do conteúdo lido e outro de maturação da ideia é fundamental!

O título realmente sintetiza totalmente o propósito da obra: nós lemos as crônicas "sentindo a vida". Com, é claro, princípios, sentimentalismo e esperança ♥



Espero que tenham gostado e até o próximo post :)
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Lançamentos Abril - Belas Letras e Astral Cultural

Olá leitores, tudo bem com vocês?? 
Hoje é um post de lançamentos! Vamos lá?

Belas Letras


Quando eu era invisível


Até aos 12 anos, Martin Pistorius era um menino igual aos outros, feliz e saudável. Ninguém nunca imaginaria que um dia ele fosse adoecer gravemente e que, em pouco tempo, pararia de andar e falar. Para os médicos, Martin tinha entrado em estado vegetativo. Porém, lentamente, Martin começou a recuperar a consciência e a perceber tudo o que acontecia ao seu redor. Preso em seu próprio corpo, ele era incapaz de mostrar isso para a sua família e àqueles que cuidavam dele. Depois de 12 anos de encarceramento, Martin conheceu Virna, uma terapeuta que viu além do corpo preso a uma cadeira de rodas e que apenas movia os olhos. Ela conseguiu enxergar um ser humano na plena posse das suas faculdades mentais. Este foi apenas o princípio de um extraordinário renascimento e o primeiro impulso para que Martin despertasse, gradualmente, para a vida. De um menino que dependia completamente dos outros, Martin Pistorius transformou-se em um homem independente, que se formou na faculdade, conseguiu um emprego e casou com o amor da sua vida. A vida de Martin é uma surpreendente história real de superação que vai mexer com todas as suas emoções. Você vai torcer, chorar e reconhecer nele uma inspiradora força de vontade para realizar o impossível.

Parece ser uma história linda! Logo logo tem resenha dele no blog ♥

Ilusão (+18)


Mariana, a caçula da tradicional e rica família Montenegro, é uma jovem obstinada e competitiva que durante anos foi uma das amazonas mais promissoras de Santa Catarina. Até que, por uma reviravolta cruel do destino, ela se viu obrigada por seus irmãos, Marcos e Isadora, a deixar toda a sua vida para trás: seus sonhos, planos para o futuro e até mesmo Henrique, o homem por quem sempre foi apaixonada. Depois de cinco anos vivendo em Portugal, Mariana fica sabendo que Henrique está noivo da última pessoa que ela poderia imaginar: sua irmã. Após essa descoberta, a jovem decide voltar ao país em uma última tentativa de conquistar o homem que ama e revelar um pequeno segredo. As coisas, porém, não saem como planejado e ela se vê envolvida em um jogo sórdido de mentiras e escândalos. Mariana é forte, mas muito impulsiva. Por sorte, ela tem ao seu lado Guilherme, um amigo de infância que sempre fez de tudo para protegê-la. Traições, segredos desvendados e descobertas inesperadas. Ilusão nos prende do começo ao fim com seus personagens intensos e cenas ardentes.

Brothers Rocha


Você já se perguntou como é a vida com um irmão gêmeo? Neste livro, Gustavo e Túlio Rocha abrem o jogo e revelam o dia a dia de conviver com alguém igualzinho a você. Mas será que eles são tão parecidos quanto aparentam? Eles também falam sobre as dificuldades que enfrentaram juntos, os planos para a carreira e até dão dicas de paquera para quem deseja ter um dos gêmeos para chamar de seu.

O livro definitivo dos sonhos


Grande parte dos sonhos reflete os medos e os desejos mais íntimos daquele que sonha. Mas, também, ajuda a vencer inibições, libertar emoções reprimidas e até proporcionar uma viagem a diferentes fases da vida. O homem se dedica a compreender e interpretar o significado dos sonhos desde a Antiguidade. Mesmo sendo objeto de pesquisa de grandes especialistas das mais diversas áreas, ainda há muitos mistérios nas imagens que surgem do inconsciente enquanto dormimos. Em O Livro Definitivo dos Sonhos, você vai encontrar as mais variadas interpretações das mensagens provindas do universo onírico.

Astral Cultural

Dica de presente para o dia das mães:


Sinopse:
A gravidez é sinônimo de alegria e bem-aventurança instantâneas, está escrito na página zero do manual das mães das novelas, filmes e contos de fada. Você vai reluzir, cintilar, sentir-se plena e absoluta desde o momento em que descobriu que vai colocar uma criança nesse mundo. Mas pode não ser bem assim. Como estamos entre amigas, vamos falar a verdade aqui.Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando.




Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: O Senhor da minha História (★★★★)


Olá pessoal, tudo bem?? 

Hoje tem resenha do primeiro livro recebido em parceria com a editora InVerso ♥ vamos lá!?

Você também pode acompanhar o post através do áudio, mesmo em segundo plano:




Título: O Senhor da minha História
Autor: Carlyle Pop
Editora: InVerso
Páginas: 337
Classificação: 
(★★★★)

No post que eu fiz anunciando a parceria com a InVerso, comentei que O Senhor da minha História era um dos livros que mais me interessava do catálogo deles. E o motivo foi principalmente a arte de capa: eu amo muito Mondrian – as suas obras, no caso -, e isso despertou meu interesse por querer descobrir o que ele tem de relação com o enredo. Além de que a história se passa em Curitiba, minha cidade linda!

Eles mandaram o livro pra mim  não preciso nem dizer que amei hehe. Então vamos conferir qual a relação que Mondrian tem com esse enredo.


Acompanhamos a vida do protagonista desde o fundamental. Ele é um garoto comum e dentro das regras. O seu grupo de amigos é regido por um "chefe": o perfeito e imbatível Salésio. E é quando eles se aproximam do ensino médio que as coisas começam a acontecer.

Sal era o melhor em tudo. O mais esperto, mais bonito, mais pegador, mais confiante, resumindo, mais tudo. Começamos a perceber o desgosto que o personagem principal começa a nutrir por Salésio após uma competição feita entre os garotos. O ensino médio acaba, e cada um segue o seu caminho.




Faça a vida ser leve, pois a terra que cobrirá seu corpo já terá peso suficiente.

Acompanhamos diversas perdas do personagem. Sua mãe, seu pai, seu irmão e irmã que o abandonaram e também um vestibular fracassado. O protagonista acaba tendo a oportunidade de trabalhar em uma agência de viagens com um foco diferente: a periferia. Sem acreditar muito, ele aceita o cargo de guia turístico mesmo sem nenhum conhecimento na área. Afinal, pra saciar o conhecimento de gente sem conhecimento não precisa de muita coisa – ele pensa.

Mas não usei o verbo amar. Parece tão forte e absoluto dizer "eu te amo". Era o que eu deveria ter feito. Não o fiz. Não tive coragem. Para amar, admitir que se ama e sofrer as consequências desse amor, é necessário ser forte. Não pude ser assim. Apesar do todo ensinado, não aprendi o suficiente.


Incrivelmente, a empresa de viagens cresce. E, com ela, o personagem permanece e começa a se aventurar com diversas clientes. Faz do trabalho um jogo de mentiras e prazeres.

O mais interessante da obra é a forma como é conduzida. A maior parte é um monólogo interior e no decorrer percebemos como Salésio afetou, e ainda afeta, toda a trajetória do personagem.



Em diversas partes acompanhamos sessões psiquiátricas, o livro é praticamente conduzido por isso. No consultório tem um quadro do Mondrian, quadro que incomoda o personagem vez ou outra e gera reflexões.

É um livro polêmico, denso e que trata de vários assuntos polêmicos mostrando como a sociedade da época agia. Sim, tem machismo, preconceito e diversas outras coisas. Mas foi relatado como se pensava naquele determinado momento. Apesar de ser realmente denso em conteúdo, é narrado de forma leve, fluída e que te cativa.

Fugir do problema nunca é a solução. Ele permanece dentro.

Também aborda o comodismo do personagem principal e como o dinheiro muitas vezes acaba subindo à cabeça e transformando pessoas.

O dinheiro rompe vidas, afasta corações e cria individualidades.

Não é porque você não se posiciona na vida, nem resolve seus problemas do passado, que a Novo Tempo tem que ser igual. Somos uma agência fora do muro. Defendemos o que pensamos.

Admito que em alguns momentos dava vontade de chacoalhar o personagem e dizer “esquece o salésio” (que continuou sendo bem sucedido e enviando notícias de suas conquistas), mas tudo isso fez parte de uma construção psicológica muito boa do personagem.

O maior problema é a lacuna. Sinto falta da ausência, do que não se deu. Das oportunidades perdidas. Daquilo que poderia ter sido.
  

Em resumo, é um livro sobre um menino regido por um modelo que busca ser o Senhor da sua própria vida. Recomendo principalmente àqueles que gostam de ler livros com uma pegada mais psicológica.

Foi incrível ver diversas ruas, praças, bairros e ônibus que eu vejo diariamente, sendo mostrados no livro. Além de perceber diversas mudanças de lá pra cá.

Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram  Facebook  Canal  Snap: Nati_chanoski

Unboxing fevereiro e março 2017

Oioi pessoal, tudo bem??

Quem me acompanha no instagram ou/e no youtube já viu que saiu vídeo novo! Dessa vez foi um unboxing com livros MARAVILHOSOS ♥♥

Não deixe de conferir :)

Ah, e não esqueça de se inscrever no canal pra ficar por dentro de tudo!


Espero que tenham gostado!
XOXO

 Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Pré-venda: Porcelana

É só amanhã! Só amanhã mesmo nos sites você encontra o primeiro dia da pré-venda de Porcelana


  • A pré-venda do livro começa nesta sexta-feira (31/03) as 20h
  • Terá brinde para os três primeiros compradores – um colar lindo de lua vermelha!! 
  • Valor: 29.99
Sinopse:


Nos corações dos habitantes de Centralia, vivem superstições que só poderiam existir em seus mais profundos pesadelos, ou na sombria floresta que cerca toda a cidade, um fato em que todos temem acreditar. Com a proximidade do Rubrum Luna, a cidade fica agitada com seus novos visitantes, que além de turistas, podem acabar fazendo parte do banquete principal. Com planos de assumir seu tão desejado lugar junto a corte dos vampiros, Violet Demons se depara com seu tenebroso passado, fazendo com que suas habilidades mais sombrias e poderosas venham tomar parte de sua personalidade. 
Morte e luxúria não são suficientes para descrever os desejos de Violet.

OBS: Lembrando que o livro é +18


Espero que tenham gostado, essa sinopse está incrível!
XOXO


 Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski

Resenha: As Cordas Mágicas (★★★★★)


Olá pessoal, tudo bem??

A resenha de hoje é sobre um livro incrível da Arqueiro ♥ com  certeza um dos melhores lidos.

Está com pouco tempo? Acompanhe o post através do áudio, mesmo em segundo plano.





Título: As Cordas Mágicas
Autor: Mitch Albom
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Classificação: (★★★)


Logo de cara percebemos que estamos presenciando um velório. Um velório de um músico famoso: Frankie Presto. Frankie foi um homem que alcançou a fama rápido, fez grandes parcerias e viveu nos extremos. O que muitos não sabem é o seu passado: um menino órfão, abandonado e que viveu diversas mentiras ao longo da vida.



Ele foi resgatado na beira de um rio por Baffa Rubio - após ter sido abandonado por uma freira que ajudou sua mãe a parir antes de morrer. Passou a sua infância com esse homem que o tratava como filho. Ainda criança, começou a ter aulas com o músico cego e já velho El Maestro. A Guerra Civil estava acontecendo, Baffa acaba sumindo e Frankie pede ajuda pra o seu professor.



Depois de diversas dificuldades o garoto acaba sendo mandado para outra cidade em busca de ajuda e de um futuro mais promissor. Ele embarca no desconhecido apenas com seu violão novo com algumas cordas mágicas: cordas que mudam de cor quando alteram significativamente a vida de alguém.

Não é por essa razão que, com frequência, vocês buscam a música? Pra sentir que não estão sozinhos?



É um livro emocionante, cheio de reviravoltas, dificuldades e com grande carga emocional do personagem. Percebemos o quanto a música sempre está presente na sua vida e como ela muda de acordo com o momento.

A verdade é luz. Mentiras são sombras. A música é ambas

Foi a primeira vez que tive contato com a escrita do autor. Devo dizer que me apaixonei! Ele apresentou tudo de forma criativa, cativante e fluída.



O livro é narrado majoritariamente pela música (sim, você leu certo). Durante o velório nós observamos diversas "entrevistas" - cada entrevistado conta um pouco sobre como conheceu o astro e como ele era. Assim vamos conhecendo sua história e o desenrolar dela. As mudanças de ponto de vista deram um toque excepcional onde podemos ver as facetas de Frankie a partir de seus conhecidos.

Eu tenho o poder de fazer você recordar-se das coisas. Absorvo suas memórias; quando me ouve, você revive as lembranças. Uma primeira dança. Um casamento. A canção que tocava quando você recebeu uma grande notícia. Nenhum outro talento proporciona uma trilha sonora para a sua vida. Sou a Música. Marco o tempo.

Outro ponto curioso é o romance que envolve a história. Aurora, uma menina que cruzou seu caminho na infância, é um fio condutor do enredo inteiro. Chega a ser absurdo - de uma forma positiva - a maneira como eles se encontram e têm a certeza do sentimento.



De vez em quando, nós, os talentos, podemos surgir de repente dentro de vocês para criar o inexplicável

A história vez ou outra parece meio doida, mas todos os fios são muito bem costurados no final e não fica nada solto. É um livro lindo e emocionante que todos deveriam ler. Tem a própria playlist do livro e se pesquisarmos no youtube tem um conteúdo muito grande de composição da obra. Algumas entrevistas gravadas e algumas músicas que foram criadas para o próprio livro.



Espero que tenham gostado!
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Snap: Nati_chanoski