Resenha: Precisava de Você (★★★★★)


Olá, leitores, tudo bem?!

Hoje tem uma resenha de um livro super gostoso de se ler da Belas Letras!

Quem viu o vídeo que eu postei no canal sobre a maratona literária pretendida para as férias, viu que um dos livros é "Precisava de Você", e é justamente sobre ele que vamos falar hoje!

Título: Precisava de Você
Autor: Pedro Guerra
Editora: Belas Letras
Páginas: 224
Classificação: (★★★)


Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando pra fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te "exorcizar" de mim.

Eu nunca comecei uma resenha com uma frase do livro, mas essa que foi mencionada sintetiza bem a base do enredo. Lola Tavares teve uma recente "desilusão amorosa" e, pra sair desse beco quase sem saída conhecido por: nossos sentimentos criados, ela resolve jogar tudo pra fora nesse livro, todos os encontros, sentimentos e ilusões.



Lolita já está na faculdade e é um pouco diferente das garotas comuns, ela entra nas brincadeiras de quem come mais, não liga pra algumas coisas, não é tão preocupada com aparência e nunca realmente amou alguém. Certo dia ela se apaixona esperando o seu ônibus: o garoto do outro lado da rua era perfeito (quem nunca achou crushs no meio da rua e em busões?!). Consciente de que ela nunca iria encontra-lo novamente e sem ter até o nome, a única coisa que ela consegue fazer é compartilhar o quão perfeito ele era com o seu melhor amigo gay - personagem também muito presente na história.

Ninguém quer quebrar a cara no amor, Lolita... Mas todo mundo tem um coração pronto para ser quebrado alguma vez na vida...

Eis que a vida vem pra surpreender e Lola acaba cruzando com o menino novamente: ele era namorado de uma amiga. Depois de o casal terminar, Lola Tavares e Gabriel Vegas começam a sair. Mesmo TODOS avisando para ela tomar cuidado com o tipo de garoto que ele é - um badboy em pessoa - ele acaba se revelando de forma diferente para Lola, que acaba indo cada vez mais fundo no relacionamento, mas, claro, sempre com um pouco de dúvida.

É engraçado como o amor pode nos destruir de todos os jeitos.



E essa dúvida sobre o caráter do Gabriel é passada para nós, leitores. Fiquei o livro inteiro oscilando em "Lola, sai dai" e em "pode ir fundo, shippei".

Como a própria sinopse do livro já revela (e a frase que eu coloquei no início da resenha, também), é mais um "desromance", então já temos uma ideia de como vai acabar. Mas isso também é um ponto positivo do livro: além de o autor ter conduzido tudo de tal forma que foi super divertido acompanhar os encontros e desencontros, dramas e realidade da vida da Lola, o final foi muito bem elaborado. Você vai lendo e fica com um "ah não" de surpresa estampado na sua cara - realmente não posso falar mais sobre, pra não soltar spoilers hehe.

E aquilo foi tão divertido. Quer dizer, têm coisas que só um amor adolescente babaca pode te proporcionar é aquela era uma delas.



Os personagens são construídos de tal forma que eles são quase que palpáveis de tão reais. O livro é descontraído, leve e bem real - uma história que eu ou você poderíamos ter escrito, afinal, quase todo mundo já teve um Gabriel Vegas em sua vida. O livro é narrado em primeira pessoa, como se fosse uma espécie de diário da Lola, o que deixa tudo ainda mais cativante e a edição é simplesmente maravilhosa - cheio de desenhos e formas de letras diferentes que realmente conseguem passar tudo o que a garota estava sentindo naquele momento que escreveu aquele trecho.


PS: a minha edição é a vermelha, mas também têm diversas outras, principalmente algumas comemorativas.

O amor cansa, cansa muito. Física e psicologicamente. A falta dele mais ainda.

Confira a música "Metáfora" composta pelo autor e cantada pela Rhaysa Santos para representar a protagonista do livro:


Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram Blog

13 comentários:

  1. Ahh amei a resenha, já quero ler o livro, ótima dica :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Também ja li esse livro e fiquei encantada por todo o trabalho apresentado. De fato, os personagens parecem muito reais, o que torna tudo ainda mais envolvente. Suas impressões expressam bem as minhas próprias.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. OI!!

    Que frase bonita mesmo que você iniciou sua resenha. Amei o layout do livro, muito bonito! Gostei da resenha, e foi a primeira que vi desse livro. Gosto de livros leves e reais, mas não sei se eu leria esse livro hoje, mas já anotei o nome, para quem sabe dar uma chance....e sempre tem um badboy!!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Oi Natasha,
    não conhecia esse livro mas gostei bastante da premissa, o trabalho gráfico parece ser um capricho só, hein? Além disso o fato da história se tratar de um "desromance" me deixa super curiosa porque nunca li nada no estilo e a narrativa parece ser bem divertida mesmo. Outro ponto que me chamou a atenção foi as fárias edições de cores diferentes, bem singular.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia o livro, mas acho que gostaria de lê-lo, mas parecendo ser bem clichê. Aquele tipo de livro que a menina inocente se apaixona pelo badboy... Espero que o final traga algo surpreendente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oiii,

    Não tinha lido nada sobre o livro ainda, achei a premissa interessante, embora não seja uma obra que eu vá dar uma chance por agora, acho que não estou no clima para este tipo de leitura. Gostei de saber que os personagens são muito bem estruturados, isso torna a história real e deixa a leitura bem mais fácil e achei bem interessante você ter oscilado entre um shipp e cai fora rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  7. Oie!

    Pedro Guerra, sendo Pedro Guerra e divando como sempre com suas histórias! Ainda não li esse livro, mas ele tá aqui em.casa e não vejo a hora de realizar a leitura dele!

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Oi, Natasha! Gostei muito da premissa do livro, nunca pensei em ler um "desromance" antes! hahaha
    Primeira vez que ouço falar da obra e ponto positivo ainda por ser uma obra nacional, vou colocar na minha meta de leitura!
    Bjs!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem? Adorei sua resenha e conhecer mais a fundo esse livro. Sempre leio comentários bem elogiosos sobre a obra, e seu post só me deixou mais curiosa para realizar a leitura também. Espero gostar! :D Essa edição está um arraso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Eu não conhecia esse livro.
    Gostei do fato de a sua opinião sobre o Gabriel ficar oscilando, adoro quando o autor consegue fazer isso.
    Parece ser uma leitura bem leve e gostosinha, por isso desperta meu interesse.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    De verdade, eu nunca fiquei tão interessada por um livro do gênero, como estou agora. Esse livro parece ser bem interessante e divertido, apesar de ser um gênero que não tenho o costume de ler. Eu fiquei encantada pela diagramação do livro e tudo mais, está bem fofa e parece bem interativa. Com certeza vou colocar esse livro na minha lista. Amei!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  12. Oi Natasha,
    Ainda não conhecia esse livro, mas wow, que maravilhoso, hein? Gostei muito da frase no começo de sua resenha, acho que ela mostra que o livro é forte, sabe? Fiquei intrigada para saber o que acontece na trama e curiosa com essas edições que você disse que são disponíveis.
    Vou super anotar a dica.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Eu morro de vontade de ler esse livrinho do Pedro, porque ele é uma pessoa incrível demais e os textos que ele posta na sua página são inspiradores.
    Acho mto legal a ideia do livro de ser um desromance, é bem diferente do que sempre estamos acostumados a ler, tenho certeza que vou gostar também

    ResponderExcluir