Resenha: Diário de uma Missão (★★★★★)


Olá, leitores, tudo bem??

A resenha do livro de hoje tem um tom diferente de todas as que já vimos por aqui

Título: Diário de uma Missão
Autor: Anelise Rodrigues
Editora: Inverso
Classificação: (★★★)


Conheci o livro através do lançamento que teve aqui em Curitiba - minha cidade - pelo convite da própria editora, InVerso, que é parceira aqui do blog. Admito que me interessei muito pela proposta por se tratar de uma missionária. Todos sabemos que existe esse tipo de atividade vinculada à igrejas, mas muito raramente temos um conhecimento mais aprofundado sobre as dificuldades que alguém, que se dispõe a embarcar nessa aventura, passa.


A leitura começou com bastante descrição e eu demorei um pouco para embarcar no livro. Mas assim que isso aconteceu, era quase impossível parar de passar as páginas. A autora inicia a obra desde a saída da sua cidade, passando pelo embarque ao local desconhecido, todas as aventuras vividas lá e, finalizando, com o retorno à cidade. Conseguimos ver o amor na atitude de cada um e também através da forma como a autora relata tudo à nós.

Em poucas palavras, disse que o êxito no campo depende primeiramente da maneira com que o missionário se posiciona diante das pessoas: se em superioridade ou igualdade.

Acompanhamos a saída e chegada a cada uma das cidades e dos povoados. O livro é narrado em primeira pessoa e é por ordem cronológica, como um verdadeiro diário. O que nos dá um sentimento de proximidade da história.


Nos deparamos com uma realidade totalmente diferente da nossa e acaba nos dando um real choque de realidade. Vemos a desigualdade social, a humildade das pessoas, receptividade, amor e como têm pessoas que realmente se doam pela causa dos menos favorecidos - não só os missionários, mas também diversos outros "personagens" que cruzaram a história. Como mencionei no inicio, encontramos diversas dificuldades que foram encontradas no trajeto - abrir mão de alguns luxos, problemas no caminho, diferença de cardápio, etc - não dá pra desenvolver muito sobre essas "surpresas" justamente por ser essa a graça do livro. Cada virada de páginas conseguimos nos surpreender com uma atitude, um acontecimento ou uma história.

Isto porque, para o missionário, a missão, mais do que um ofício, é uma razão de viver.

O livro não possui nenhuma denominação realmente explicita - um ponto muito positivo. No decorrer de toda a leitura, vemos um grande respeito por todos e por suas respectivas crenças. Além de ser repleto de versículos que ilustram toda a viagem e caminhada do grupo. A arte está linda! Super caprichada, repleto de fotografia, com capítulos rápidos e envolventes.

Recomendo para todos que têm interesse em saber mais sobre essa área, para as pessoas que gostam de viajar e também - obviamente - para os cristãos ♥ é um livro maravilhoso e cheio de mensagens. Nos faz refletir e observar melhor a nossa conduta perante à vida e aos outros.



Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram Blog

Resenha: Precisava de Você (★★★★★)


Olá, leitores, tudo bem?!

Hoje tem uma resenha de um livro super gostoso de se ler da Belas Letras!

Quem viu o vídeo que eu postei no canal sobre a maratona literária pretendida para as férias, viu que um dos livros é "Precisava de Você", e é justamente sobre ele que vamos falar hoje!

Título: Precisava de Você
Autor: Pedro Guerra
Editora: Belas Letras
Páginas: 224
Classificação: (★★★)


Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando pra fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te "exorcizar" de mim.

Eu nunca comecei uma resenha com uma frase do livro, mas essa que foi mencionada sintetiza bem a base do enredo. Lola Tavares teve uma recente "desilusão amorosa" e, pra sair desse beco quase sem saída conhecido por: nossos sentimentos criados, ela resolve jogar tudo pra fora nesse livro, todos os encontros, sentimentos e ilusões.



Lolita já está na faculdade e é um pouco diferente das garotas comuns, ela entra nas brincadeiras de quem come mais, não liga pra algumas coisas, não é tão preocupada com aparência e nunca realmente amou alguém. Certo dia ela se apaixona esperando o seu ônibus: o garoto do outro lado da rua era perfeito (quem nunca achou crushs no meio da rua e em busões?!). Consciente de que ela nunca iria encontra-lo novamente e sem ter até o nome, a única coisa que ela consegue fazer é compartilhar o quão perfeito ele era com o seu melhor amigo gay - personagem também muito presente na história.

Ninguém quer quebrar a cara no amor, Lolita... Mas todo mundo tem um coração pronto para ser quebrado alguma vez na vida...

Eis que a vida vem pra surpreender e Lola acaba cruzando com o menino novamente: ele era namorado de uma amiga. Depois de o casal terminar, Lola Tavares e Gabriel Vegas começam a sair. Mesmo TODOS avisando para ela tomar cuidado com o tipo de garoto que ele é - um badboy em pessoa - ele acaba se revelando de forma diferente para Lola, que acaba indo cada vez mais fundo no relacionamento, mas, claro, sempre com um pouco de dúvida.

É engraçado como o amor pode nos destruir de todos os jeitos.



E essa dúvida sobre o caráter do Gabriel é passada para nós, leitores. Fiquei o livro inteiro oscilando em "Lola, sai dai" e em "pode ir fundo, shippei".

Como a própria sinopse do livro já revela (e a frase que eu coloquei no início da resenha, também), é mais um "desromance", então já temos uma ideia de como vai acabar. Mas isso também é um ponto positivo do livro: além de o autor ter conduzido tudo de tal forma que foi super divertido acompanhar os encontros e desencontros, dramas e realidade da vida da Lola, o final foi muito bem elaborado. Você vai lendo e fica com um "ah não" de surpresa estampado na sua cara - realmente não posso falar mais sobre, pra não soltar spoilers hehe.

E aquilo foi tão divertido. Quer dizer, têm coisas que só um amor adolescente babaca pode te proporcionar é aquela era uma delas.



Os personagens são construídos de tal forma que eles são quase que palpáveis de tão reais. O livro é descontraído, leve e bem real - uma história que eu ou você poderíamos ter escrito, afinal, quase todo mundo já teve um Gabriel Vegas em sua vida. O livro é narrado em primeira pessoa, como se fosse uma espécie de diário da Lola, o que deixa tudo ainda mais cativante e a edição é simplesmente maravilhosa - cheio de desenhos e formas de letras diferentes que realmente conseguem passar tudo o que a garota estava sentindo naquele momento que escreveu aquele trecho.


PS: a minha edição é a vermelha, mas também têm diversas outras, principalmente algumas comemorativas.

O amor cansa, cansa muito. Física e psicologicamente. A falta dele mais ainda.

Confira a música "Metáfora" composta pelo autor e cantada pela Rhaysa Santos para representar a protagonista do livro:


Espero que tenham gostado ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram Blog

Maratona Literária 2017 - Julho: Início

Olá, pessoal, tudo bem?

Quem me acompanha pelo canal viu que eu postei um vídeo já no início das minhas férias sobre os livros que eu pretendo ler durante esse mês! (Sim, finalmente um mês inteiro de férias)

O post atrasou um pouquinho já estamos na metade, mas o que importa é que está aqui pra você ver e acompanhar as resenha que eu vou liberando durante os próximos dias ♥

E se você ainda não é inscrito/a no canal, não se esqueça de fazer isso pra ficar por dentro de todas as novidades! Tem um link aqui e também a opção de inscrever-se na barra lateral direita :)

Vamos conferir o vídeo?!


Espero te ver mais aqui no blog e lá no canal ♥
XOXO

Me acompanhe: Instagram ♥ Facebook ♥ Canal ♥ Instagram Blog